As obras de requalificação da futura avenida Ananin, que interligará a rodovia BR-316 ao conjunto Guajará e Cidade Nova, seguem em ritmo acelerado com a conclusão do sistema de drenagens da BR-316, executadas pelo Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM). A Rua Ananin começa no km 7 da BR-316 e vai até o conjunto Guarajá.

A via está recebendo uma nova rede de drenagem, terraplenagem e pavimentação ao longo de seus 2 quilômetros. A Ananin contará com duas pistas em sentidos opostos, uma ciclovia e passeio para pedestres, paradas de ônibus e novo sistema de iluminação. 

Ela tem papel estratégico para o sistema de mobilidade do projeto de requalificação da BR-316, pois ligará o conjunto Guajará diretamente ao Terminal de Integração de Ananindeua no km 7, sem que seja necessário acessar a BR-316. 

“A avenida Ananin será uma via de grande importância para o sistema BRT Metropolitano em implantação pelo Governo do Estado, pois interligará o conjunto Guajará diretamente ao terminal de Ananindeua, no km 7, sem que seja necessário acessar a BR, possibilitando que as linhas alimentadoras que circularão por ela integrem o maior polo gerador de viagens de transporte coletivo de Ananindeua, que são os conjuntos Cidade Nova e Guajará diretamente ao Terminal de Integração”, analisa o engenheiro Eduardo Ribeiro, diretor geral do NGTM. 

Além de fazer a ligação entre os maiores polos geradores de viagens para o Terminal de Integração, a via será utilizada para fazer lançamento da bacia 6 da BR-316, ou seja, vai receber as águas drenadas da rodovia. 

De acordo com o diretor geral do NGTM, a rua Ananin foi aberta pelo governador Helder Barbalho nos anos de 2010, época em que ele foi prefeito do município de Ananindeua. Com a requalificação de toda a estrutura, promovendo melhorias na mobilidade urbana local, a via se tornará alternativa de transporte importante para a população da região metropolitana de Belém.

Veja Também