Em reunião nesta quarta-feira (19) com representantes da Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA), o Governo do Pará representado pela secretária de Estado de Administração e Planejamento (Seplad), Hana Ghassan, e o diretor geral do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), Eduardo Ribeiro, garantiu a conclusão das obras de requalificação da BR-316 e operação do sistema BRT Metropolitano. O projeto visa a melhoria da mobilidade urbana e do transporte público na Região Metropolitana de Belém, tendo 78% dos recursos financiados pela Agência e 22% por parte do Estado, é uma das obras prioritárias da atual gestão que tem como objetivo beneficiar cerca de 2,5 milhões de pessoas.

O contrato de financiamento foi a principal pauta do encontro dos titulares das pastas do Governo com o represente-chefe da JICA no Brasil, Masayuki Eguchi, e com Ryunosuke Kataoka, também representante da Agência. Na oportunidade, os japoneses garantiram os recursos financiados dentro do programa Ação Metrópole, uma das importantes parcerias do Pará com o Japão em busca do desenvolvimento e infraestrutura da região.

A secretária Hana destacou o compromisso e a importância com o cumprimento e andamento das atividades a partir de uma agenda permanente exclusiva sobre o assunto entre os gestores envolvidos, liderada pelo governador Helder Barbalho. “Essa é uma obra que vai ajudar grande parte da população paraense, por isso ela é tão importante para esta gestão e temos o interesse em concluir o mais rápido possível”.

Ghassan ressaltou ainda que o Estado possui equilíbrio fiscal, “com orçamento garantido, não apenas em contrapartida dessa obra, mas de outras que são estruturantes para o Estado também”. “Estamos bastante otimistas de entregar essa obra no prazo”, afirma.

O diretor geral do NGTM, Eduardo Ribeiro, reforçou que “os recursos orçamentários e financeiros necessários, tanto por parte da JICA, como por parte do Governo do Estado estão assegurados até o final do prazo de financiamento do contrato, que se dá no mês de junho de 2023. Com isso, reafirmamos total prioridade para execução das obras e operação do sistema dentro desse prazo”.

Desde o início das obras, a JICA acompanha o andamento das etapas, incluindo o processo de substituição da empresa executora realizado no ano passado, cumprindo com as diretrizes da Agência. “Todas as providências da superação das dificuldades no contrato foram tomadas pelo Governo”, diz Ribeiro. Ainda segundo ele, todo o processo de operação do sistema já está em andamento a fim de que, concluída a obra, a população passe a utilizar o BRT Metropolitano. “O Estado está empenhado em concluir as obras que deverão estar finalizada e entrando em operação antes do encerramento do contrato de financiamento”, reitera.

Veja Também