Moradora da rua Boa Esperança, no bairro Águas Lindas, a dona de casa Cleide Guerra, de 52 anos, não esquece os dias de sofrimento por causa da falta de estrutura básica que comprometia o direito de ir e vir de toda a comunidade. “Aqui não tínhamos como andar". Após 15 meses de trabalhos, o Estado concluiu as obras de infraestrutura viária em 17 ruas nos bairros de Águas Lindas e Guanabara, em Ananindeua. Um investimento de R$ 8,3 milhões, com recursos próprios, e que beneficia dona Cleide e toda a vizinhança. 

"Agora, a realidade é diferente. O governo fez um trabalho excelente, não esqueceu a gente. Ele abriu essa via interligando com outras que era super necessária. Tudo isso foi um benefício maravilhoso. Hoje temos como andar com condições e a nossa dignidade está estampada no sorriso da gente”, afirmou a dona de casa, com satisfação.

Cleide Guerra é uma das beneficiadas com os serviços executados pelo Governo do Pará, por meio do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM). Os trabalhos incluem drenagem, pavimentação asfáltica e sinalização em vias alimentadoras de outros dois principais corredores de transporte, como a rodovia BR-316 e o trecho do prolongamento da avenida João Paulo II, que fazem parte da Região Metropolitana de Belém.

De acordo com o engenheiro Eduardo Ribeiro, titular do NGTM, a atual gestão recebeu o cronograma de obras com algumas vias que faziam limite com bairros de Belém e Ananindeua, mas houve um estudo estendendo os trabalhos a outras ruas com o objetivo de melhorar a interligação nos bairros, permitindo alternativa de mobilidade dentro dessas comunidades.

“As obras foram executadas em vias alimentadoras para a BR e João Paulo II e criam melhor condição de mobilidade dentro dos bairros, por exemplo, em Águas Lindas, carente de infraestrutura viária. Tivemos um pequeno atraso decorrente à pandemia que atrapalhou a cadeia produtiva e na continuidade dos serviços com impactos na mão de obra”, explicou o engenheiro. “Com isso, o Governo conclui a obra, cabendo à manutenção aos municípios”, completou ele.

“Em comparação ao que era, melhorou 100%. Agora não alaga mais, não tem mais buraco”, opina Renata Silva, moradora na rua Jardim Providência.

Receberam os serviços a rua Ricardo Borges, passagem Rio Branco I, Rua Emília Ribeiro, Travessa Virgem da Conceição, travessa Piquiá, alameda Jardim das Oliveiras, passagem Bom Jardim, rua Jardim Providência, passagem Rio Branco II, passagem Izete, passagem Francisco Lacerda, rua Clodomiro de Nazaré, passagem Alzilândia, rua Celestino Rocha, rua Boa Esperança, rua Pedreirinha e rua Tancredo Neves.

 

Fotos: Rodrigo Pinheiro / SECOM

 

 

Veja Também