Foto: ASCOM/NGTM

 

Durante esta manhã (19), dezenas de estudantes do 8º e 9º semestres do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária de uma faculdade particular, em Belém, estiveram no canteiro de obras da BR-316, conhecendo de perto algumas etapas da execução do projeto de restruturação da rodovia, executado pelo Governo do Pará, por meio do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM). 

A visita fez parte das aulas práticas da disciplina de drenagem urbana ministrada pela engenheira e professora Helenice Menezes. Segundo ela, a manhã foi dedicada à aula prática para que os alunos tivessem a oportunidade de sair de sala de aula e conhecer uma obra dessa magnitude, associando com a teoria. “Na área metropolitana de Belém, essa é a maior obra que temos para que os alunos consigam visualizar bem, principalmente a importância da atividade de drenagem”.

Ela explicou que dentro da engenharia ambiental e sanitária, assim como na civil, a drenagem urbana é primordial para evitar os alagamentos por conta das frequentes chuvas na região. “Para uma obra dessa magnitude, não dá para pensá-la sem um sistema de drenagem adequado exatamente para conduzir as águas pluviais e evitar os alagamentos no momento de fortes chuvas. E aqui foi perfeito, pois além da parte de drenagem, que era o foco principal, a gente conseguiu visualizar outros pontos importantes da obra, como por exemplo, ter noção do gerenciamento de resíduos sólidos que também é muito importante. Tivemos acesso às licenças ambientais que são necessárias, e acabou que extrapolou bem mais que o nosso foco, a gente saiu com um ‘plus’ perfeito”, afirma.

Para a estudante do 8º semestre, Isabella Alves, a visita no canteiro permitiu de acompanhar de perto alguns trabalhos, o que agregou conhecimento e foi esclarecedor. “É muito importante para gente ter acesso porque vemos muito na teoria dentro da faculdade e estando aqui na obra, a gente tem a oportunidade de ter um primeiro contato, ver as coisas sendo produzidas e ajuda muito no conhecimento. É uma obra grandiosa que vai ajudar muito a população”, comenta.

Titular do NGTM, o engenheiro Eduardo Ribeiro destaca que dentro do segmento, a obra executada ao longo dos primeiros 10.8 km da rodovia BR-316 é multidisciplinar, havendo execuções de concreto, drenagem, pavimento e outros, portanto, uma grande oportunidade para os estudantes, no sentido de ampliarem a visão sobre as intervenções que estão sendo feitas de diversas formas dentro da engenharia.

“Existe obras viárias, construção civil e tudo numa relação de ambiente urbano onde há desafios de impactar o mínimo possível a vida das pessoas, e no ambiente degradado, que proporcionará um balanço de impacto positivo até o final da obra a partir do ordenamento no trânsito e de soluções em relação às questões de drenagem, por exemplo. Todas essas intervenções previstas têm como objetivo final proporcionar melhorias de mobilidade que repercutirão nas questões ambientais, sociais e econômicas para as pessoas que transitam e moram no entorno da BR, daí a complexidade das intervenções”, esclarece.

 

Veja Também